Vocabulário Gaudério-Alegretense

Trago esse post para que sirva como um guia do vocabulário gauchesco do Alegrete.

Para que se algum dia vocês tiverem a honra de pôr os pés nesse Baita Chão possam interagir facilmente e para que não se percam quando escutarem algum termo gaudério-Alegretense como Xucro, Piá ou Bolicho.

Segue abaixo um breve resumo com expressões mais usadas:

a cabresto: Conduzido pelo cabresto. Submetido. (o Famoso “pau-mandado“)

à meia guampa: Meio embriagado, levemente ébrio. (de Trago, duro da canha)

abichornado: Aborrecido, triste, desanimado.

anca: Quarto traseiro dos quadrúpedes. Garupa do cavalo. O traseiro do vacum. (Geralmente usado quando o Gaúcho quer dizer que a mulher tem a cintura larga, da expressão: “-Ei mas que baita anca!“)

arreios: Conjunto de peças com que se arreia um cavalo para montar.:

bagual: Cavalo arisco, selvagem. Pessoa grosseira, pouco sociável, rude. (essa é uma das ocasiões em que realmente deveria-se gritar: KIBIHUHUUUU!)

bicheira: Ferida nos animais, contendo vermes depositados pelas moscas varejeiras. Para sua cura, além de medicação, são largamente utilizadas as simpatias e benzeduras. (“ -O cusco tá tapado de bicheira!“)

bolicheiro: Dono de bolicho. (“-Ô seu Fulano bulichero, me vê tudo de bala!“)

bolicho: Casa de negócio de pequeno sortimento e de pouca importância. Bodega. Taberninha.

carreira: Corrida de cavalos, em cancha reta.

china: Descendente ou mulher de índio, ou pessoa do sexo feminino que apresenta alguns dos característicos étnicos das mulheres indígenas. Cabocla, mulher morena. Mulher de vida “fácil“.

chineiro: Grande número de chinas, índias ou caboclas.

cincha: Peça dos arreios que serve para firmar o lombilho ou o serigote sobre o lombo do animal.

cuiudo: Cavalo inteiro, não castrado. Pastor. Figuradamente, diz-se do sujeito valente, que enfrenta o perigo, que agüenta o repuxo.

cusco: Cão pequeno, cão fraldeiro, cão de raça ordinária. O mesmo que guaipeca.

gaudério: Pessoa que não tem ocupação séria e vive à custa dos outros, andando de casa em casa. Parasita, amigo de viver à custa alheia. (Esse sim é dos Alegrete!)

guacho: Que significa “órfão”, expressão usada nas lidas campestres do sul do Brasil , bem como no Uruguai e Argentina que define um animal desmamado precocemente, geralmente pela morte da mãe. Este animal é então alimentado por mamadeira a exemplo de uma criança, até desenvolver-se.

guaiaca: Cinto largo de couro macio, às vezes de couro de lontra ou de camurça, ordinariamente enfeitado com bordados ou com moedas de prata ou de ouro, que serve para o porte de armas e para guardar dinheiro e pequenos objetos.

guaipeca: Cão pequeno, cusco, cachorrinho de pernas tortas, cãozinho ordinário, vira-lata, sem raça definida. Pequeno, de minguada estatura.

guri: Criança, menino, piazinho, serviçal para trabalhos leves nas estâncias.

mangueira: Grande curral construído de pedra ou de madeira, junto à casa da estância, destinado a encerrar o gado para marcação, castração, cura de bicheiras, aparte e outros trabalhos.

pelea: Peleja, pugilato, contenda, briga, rusga, disputa, combate, luta entre forças geligerantes.

pelear: Brigar, lutar, combater, pelejar, teimar, disputar.

petiço: Cavalo pequeno, curto, baixo.

piá: Menino, guri, caboclinho.

potrilho: Animal cavalar durante o período de amamentação, isto é, desde que nasce até dois anos de idade.

rebenque: Chicote curto, com o cabo retovado, com uma palma de couro na extremidade. Pequeno relho.

repontar: Tocar o gado por diante de um lugar para outro.

sanga: Pequeno curso d’água menor que um regato ou arroio.

talho: Ferimento.

xucro: Diz-se do animal ainda não domado, chimarrão, bravio, esquivo, arisco

Pronto, agora todos que leram este Post estão preparados para frequentar o Alegrete e acompanhar as prosas dos gaudérios…

oaaaad78xgvjflcvcrnp0p4jbxglrb-lzob3tmpd14vru5zmmycro3phost_btqa7uhkmv8l2skx5kdajj5gr97qnbmam1t1ujeky_zxxgmomlqr8yq-v-bsnqw91

Published in: on abril 26, 2009 at 00:37  Comments (9)  

The URI to TrackBack this entry is: https://luizavargas.wordpress.com/2009/04/26/vocabulario-gauderio-alegretense/trackback/

RSS feed for comments on this post.

9 ComentáriosDeixe um comentário

  1. Bá guria gostei do teu blog me ajudou nas expressões gauchas! Eu já cá estou há 9 meses, e já falo muita expressão gaucha! Passa em http://voumasvolto.wordpress.com/

  2. Massss bah tchê…. etaa expressões diferentes hein…
    Mas o melhor é o grito de guerra Kibiruuuu (é isso mesmo hehehhe?)
    Beijão Lú
    Teu blog tá show!!!!!!!
    Passa lá no meu http://marioliveirarp.wordpress.com/

  3. Com certeza, já enriqueci meu vocabulário com esse teu post!
    Afinal, gaúcho que é gaúcho, tem que saber os diferentes dialetos da nossa região😉
    Tá show Lu!
    Beijao

    Passa lá:
    http://marisoares.wordpress.com

  4. Bah mas faltou o chirú!!! (ou xirú, não sei)na minha terra todo mundo é chirú…”Eaí chirú como é q ta?” acho que significa amigo!!
    hehehehe podia e tirar essa dúvida hein!!heheh
    ótimo post!
    Bjsss
    http://nafamecos.wordpress.com

    • Mari, dei uma pesquisada e descobri que Chiru é um animal bovídeo de tamanho médio que tem por volta de um metro de altura e é nativo do platô tibetano incluindo a Província Autônoma do Tibete, Qinghai, na China e na Índia. O seu pêlo é cinzento a marrom-avermelhado, com a barriga branca. E os machos tem chifres curvados para trás…

      Não sei se teus amigos se chamam de chifrudos ou sei lá o que, mas lá em Alegrete ninguém fala isso!
      hahahaha
      Brincadeira menina, CHIRÚ é uma palavra que além de ser nome desse bicho aí, também pode designar o gaúcho, uma outra forma de chamá-lo… espero que não tenha nada a ver com chifres! hahaha
      Beijos e obrigada pela dica!

  5. aaahh lembrei de outra coisa..eu sempre falo que vou no bolichinho comprar alguma coisa e todo mundo me olha com cara estranha!hehehe me refiro ao mercadinho que tem do lado do meu prédio!hehehe
    bjssss

  6. bah, ler isso me deu uma saudaaade de Erechim ;P hehehe
    adoreeei o blog floor
    ;***

  7. Bah!!! olha so o pessoal aqui da capital debocha da gente do interior que fala assim “Isso ta meio LADIADO” Ladiado pra mim la no Alegrete é alo que esta meio delado rsrsrrsrsrs… vai entende essa gente!!!
    Outra coisinha eu falo muito “BOTA legal isso” ja me olham estranho….
    e quando eu falo… “perai que vo APONTA isso” Tipo assim eu quis dizer que iria anotar,mas não entendem que APONTAR e ANOTAR é a mesma coisa Dah!!!
    Beijos minha linda!!

  8. Como é gostoso ler estes vocábulos e lembrar da nossa terra. Ainda mais quando se esta muito distante.

    Muito legal. Adorei.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: