Maior desfile do estado no 20 de setembro

Atenção!

Para vocês que dizem que em Alegrete não tem nada e não acontece nada, trago um pouco do maior evento da cidade.

Trata-se do maior desfile cavalariano do estado no dia 20 de setembro, dia em que celebramos nossa tradição e origem.

Além disso quero deixar claro que Alegrete também é capital, Farroupilha mas é… devemos todos esses méritos gauchescos a essa maravilhosa cidade, a maior em extensão territorial do nosso estado.

Deixo aqui um post de um blog que me chamou muito a atenção, o comentário de um alegretense que volta à terra natal e retrata esse evento tão importante que só quem é gaúcho mesmo e nao rio-grandense (como diz no texto) consegue entender e sentimentalizar esse espírito de cultura.

Espero que gostem!

Alegrete: capital dos Farrapos

Izan Petterle – 24/09/2008

 

Alegrete guarda até os dias de hoje um dos mais originais tipos humanos de nosso país, a figura mítica do gaúcho. Mais do que o gentílico de quem nasce no Rio Grande do Sul, o gaúcho é uma identidade cultural de quem é originário, nascido e criado nos pampas. Quem nasce em outras regiões do estado é simplesmente “rio-grandense”, e fim de conversa.

Alegrete é uma espécie de capital dos gaúchos, é o maior município do estado em extensão territorial, intitula-se a “mais gaúcha das cidades”, e sedia um dos mais originais eventos de manifestação cultural do país: a Semana Farroupilha.

Aqui a comemoração tem uma marca especial: o incrível desfile do dia 20 de setembro. Literalmente, vê-se na ruas milhares de cavalos e éguas; os participantes vestem-se a caráter, usam suas ricas pilchas e material de arriamento. Diz-se por aqui que é o maior desfile do Rio Grande do Sul, o número oscila entre 5 e 8 mil ginetes.

O espetáculo impressiona, é como fazer uma viagem no tempo, ecos do passado ainda ressoam pelas ruas dessa velha capital farrapa. Acredito que aqui está preservada a originalidade das tradições, esse espírito está representado pela Chama Crioula, fogo simbólico que arde nos CTGs e Piquetes durante eventos tradicionalistas.

Estou fotografando no meio do desfile, procuro por faces, semblantes que representem o verdadeiro gaúcho, esse ser ameaçado de extinção. A cada ano que passa vejo menos figuras representativas dessa linhagem de gente.

Sua origem está intimamente ligada a tradicional atividade pecuária das grandes estâncias pampeanas localizadas nas pradarias do Uruguai, Argentina e Brasil meridional. Esses latifúndios, especialmente do lado brasileiro, estão acabando.

O motivo é o mais simples possível, as propriedades fragmentaram-se em áreas menores, é inevitável a adoção de outros modelos de economia rural, o velho sistema não funciona mais e com ele morre aos poucos o estilo de vida que originou essa quase nação de cavaleiros e amazonas.

As comemorações da Semana Farroupilha ocorrem por todo o estado, nessa época. Penso que, em breve, veremos até carros alegóricos em alguns desses novos “carnavais”, quem sabe até algum dia desses algum político populista e “modernizador” vai sugerir uma espécie de “gaúchódromo”… Soa ridículo, eu sei, mas em tempos de neo-colonialismos globais tudo é possível. Mas por aqui nessa cidade, acredito, será sempre um reduto de resistência contra esse tipo de atitude.

Como sou alegretense, gaúcho e brasileiro, essa viagem tem um significado especial, é inevitável o sentido de jornada pessoal. Fazem anos que venho para cá nesse período e sei da necessidade de reinventar esse tema.

O que eu poderia dizer de novo a respeito de algo exaustivamente fotografado, inclusive por mim mesmo? Meu caminho, depois de algumas incertezas sobre como fazer esse ensaio, foi uma abordagem intimista, quase metafísica, dessa condição humana que é “ser gaúcho”.

About these ads
Published in: on abril 17, 2009 at 20:10  Comments (2)  

The URI to TrackBack this entry is: http://luizavargas.wordpress.com/2009/04/17/maior-desfile-do-estado-no-20-de-setembro/trackback/

Feed RSS para comentários sobre este post.

2 ComentáriosDeixe um comentário

  1. Oii Luu!!!
    algum dia vou conhecer o Alegrete e seus costumes
    hehehheheh…
    Em Casca também tem CTG e tal.. uma vez eu fazia… ja fui até prenda de faixa … ehuieheuie
    da uma olhadinha la no meu blog que eu postei.. beeijos

  2. Oi Luu!!!
    Eu acho lindo essas coisas…vim de um familia bem tradicionalista!lá da fronteira!!hehehe meu vô é daqueles que vive de bombacha!!rsrs
    adorei o post!
    bjssss

    http://nafamecos.wordpress.com


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: